15.03.2019

Organizar as finanças, sejam elas pessoais, familiares ou empresariais, pode ser toda a sustentação para uma vida mais tranquila e poder ter os sonhos e objetivos alcançados.

Podendo ser realizado de forma mais ampla, englobando todas as finanças, ou mais específica, um pequeno planejamento para conseguir atingir algo desejado, como uma viagem ou a compra de um carro por exemplo, o planejamento financeiro é responsável por organizar todos os gastos mensais, mostrando as melhores formas de gerenciar o seu dinheiro, como quitar dívidas e encontrar possibilidades de investimentos, mostrando com clareza quais são os passos que devem ser dados para alcançar algo desejado.

Mas por que fazer um planejamento financeiro?

Um bom planejamento financeiro seguido com disciplina pode trazer inúmeros benefícios ao longo do tempo. Veja abaixo algumas dessas vantagens:

  • Gastos sob controle: ao ter anotado todos os seus gastos, você passar a ter um controle maior de como gastar seu dinheiro, podendo ver com clareza o que deverá ser mudado para obter um melhor rendimento. Ainda, aquela sensação de que todo o seu dinheiro simplesmente sumiu e você nem ao menos sabe para onde foi deixará de ocorrer;
  • Metas traçadas: tendo controle de todos os seus gastos, você passa a conseguir traçar as suas metas de forma objetiva para chegar aonde quer em um menor tempo possível;
  • Adeus dívidas: com um planejamento financeiro, quitar as dívidas pode ser mais fácil e rápido que você imagina. Além disso, você passará a ter controle total do uso de cartões de crédito, cheques especiais, empréstimos, etc., extinguindo de vez as dívidas;
  • Uma nova relação com o dinheiro: aos poucos você passa a construir uma nova visão sobre o dinheiro e como utilizá-lo, encontrando novas possibilidades e fazendo o uso do mesmo de forma mais consciente e inteligente;
  • Atingindo as metas: com um planejamento financeiro bem estruturado, você passa a alcançar suas metas e a realizar seus sonhos com maior facilidade e em um menor período de tempo.

Além de tudo isso, a partir do momento em que se tem a consciência da necessidade de um planejamento e torna isso uma rotina diária, deixa-se de ver como um sacrifício e passa a ver as inúmeras possibilidades para um futuro e uma vida mais tranquila e sem os famosos “apertos”.

Os erros mais comuns que as pessoas cometem

Ter um planejamento apenas financeiro definido não é o suficiente e não será eficaz se você não levá-lo a sério, tendo total controle de todo o dinheiro que entra e sai.

Alguns erros são extremamente comuns e acabam ocorrendo com um grande número de pessoas. Que tal começar analisar se você não está nessa lista de pessoas? Veja abaixo alguns dos principais erros:

  • Parcelas em cartões de crédito: sabe aquela sensação de poder comprar tudo que você quer apenas tendo um cartão de crédito? Vá com calma! Apesar das possibilidades de parcelamentos em inúmeras vezes e que deixam o valor mensal baixo, lembre-se que ao somar as parcelas de tudo que você comprou poderá gerar um valor bem alto e aí ficar durante meses preso em pagamentos de contas enormes;
  • Gastar sem planejar: ter dinheiro em conta nem sempre significa que ele poderá ser gasto com banalidades. Ao não planejar seus gastos fixos mensais, você correrá o risco de gastar com seu lazer mais dinheiro do que realmente podia, tendo problemas com as contas realmente importantes e necessárias;
  • Esquecer das prioridades: definir valores para várias áreas, mas deixar as prioridades de lado pode ser um grande erro, fazendo com que você acabe destinando valores maiores para necessidades não tão altas e valores menores em áreas que deveriam demandar muito mais;
  • Gastar por impulso: estar em um momento de lazer e esquecer seu limite de gastos ocorre com mais pessoas do que você pode imaginar e com uma alta frequência. Na maioria das vezes, gastos como esses acabam comprometendo todo o planejamento financeiro;
  • Esquecer de reservas: ao fazer um planejamento, muitas vezes é deixado de lado as possíveis alterações de valores nos gastos fixos e possíveis emergências, esquecendo-se de deixar uma reserva para esses casos e tendo que rever todo o plano já definido para não entrar em dívidas.

Para evitar cometer esses erros e ter um planejamento financeiro de sucesso, existem alguns passos para seguir que garantem que ele será bem estruturado e fará  com que você alcance seus objetivos com mais facilidade.

Dicas para fazer seu planejamento financeiro

Organizar suas finanças exige muito foco e comprometimento e, inicialmente, pode ser um pouco trabalhoso. Mas, a partir do momento que você passa a ter tudo controlado, você verá que não é nada complicado e que com determinação você poderá colher bons frutos.

Com algumas etapas simples, você poderá construir um planejamento financeiro de sucesso do zero. Confira abaixo e comece hoje mesmo!

  1. Defina seus objetivos

Faça uma lista de tudo que você busca alcançar e obter um dia, seja um carro novo, uma viagem, uma casa ou apenas poupar dinheiro. Ao fazer essa lista, aproveite e já defina quais serão as suas prioridades, assim definindo o valor que será destinado para cada coisa.

Após definir seus objetivos, você conseguirá ver com clareza quais as metas financeiras você deverá atingir durante todo o ano.

É nessa primeira fase também que você definirá o quanto de dinheiro irá poupar durante o mês e em quanto tempo você alcançará suas metas.

Uma dica, nunca deixe o dinheiro que você está poupando na mesma conta que você utiliza no seu dia a dia, assim evitando correr riscos de gastar o dinheiro.

  1. Levantamento de valores

Faça a soma de toda a sua renda mensal e também de todas as suas despesas.

Pode-se dividir as despesas em fixas e variáveis, sendo as que a primeira deverá conter todos os gastos mensais que possuem valor fixo e a segunda os gastos que podem variar, como compra em supermercado por exemplo.

Algumas despesas você pode colocar uma previsão, como no caso das contas de energia e água.

  1. Reeducar e poupar

Um dos passos mais importantes para obter sucesso em suas finanças, é conseguir reaprender a forma como você vê o dinheiro, como o usa no seu dia a dia e como começar a poupar. Se você ganha, por exemplo, R$5 mil você não poderá comprometer tudo durante o mês, defina uma porcentagem de todo o dinheiro que recebe para guardar.

Lembre sempre de poupar para duas situações diferentes: uma porcentagem para investimentos futuros e para alcançar seus objetivos e outra porcentagem para reservas emergenciais.

Faça com que o controle de seus gastos se torne uma rotina, anotando cada centavo que entra e que sai. Para isso, você pode escolher a forma que achar mais fácil: anotando em planilhas, cadernos ou então aplicativos voltados para controle financeiro.

  1. Invista

Mais do que simplesmente cortar todo tipo de gasto desnecessário, o planejamento de sucesso exige que você aprenda a fazer o seu dinheiro trabalhar por você, ou seja,  invista. Com isso, seus números crescerão cada dia mais e assim tornarão os seus objetivos ainda mais próximos de serem alcançados.

Mas fique tranquilo, você não precisará sair pesquisando e estudando todo tipo de investimento existente, para isso o mercado oferece especialistas para te auxiliar e acompanhar seu planejamento de investimentos, te assessorando em cada passo a ser dado de forma a alcançar o retorno que você busca.

Um ótimo meio para começar a investir são as criptomoedas.

Criptomoedas são moedas digitais, ou seja, uma nova forma de fazer transações financeiras, compras e investimentos.

Tendo a possibilidade de serem convertidas em reais e transferidas para uma conta bancária tradicional, o investimento em criptomoedas se torna cada vez mais conhecido no mercado brasileiro.

Você pode encontrar inúmeras inúmeras possibilidades de criptomoedas, como: Bitcoin, Ethereum, Dash e outras.

  1. Monitore

Por fim, lembre sempre de monitorar seu planejamento financeiro e seus investimentos, evitando surpresas indesejadas. É importante monitorar os números mensalmente e, se necessário, faça ajustes.

Caso, inicialmente, você tenha dificuldades para controlar e organizar todos as suas dívidas, você pode procurar uma fonte de renda alternativa.

Quer saber mais sobre as moedas digitais, planejamento financeiro e como investir? Entre em contato e tenha um especialista a sua disposição com uma assessoria personalizada para encontrar a melhor solução para o seu investimento. Entre hoje mesmo para o mercado digital!

Max Cavalheiro

CEO-Fundador Gocap

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *